Em entrevista, Valdomiro Silva falou da Secom e suas perspectivas para a cidade em 2018
02/01/2018 - 9h25 em NOVIDADES

Na última quinta (28), o secretário de comunicação de Feira de Santana, Valdomiro Silva deu entrevista na rádio Geral do Jornal Folha do Estado. O secretário respondeu algumas perguntas dos ouvintes sobre o desenvolvimento da comunicação do Munícipio em 2017. Entre uma pergunta e outra Valdomiro destacou a importância da comunicação governamental e das plataformas digitais que a Secom tem utilizado para passar as informações.

“Esse é o grande objetivo da comunicação governamental, fazer com que as ações do governo possam chegar ao conhecimento da comunidade. Se não houver a comunicação, a comunidade não tem como saber das coisas que acontecem e que são do seu interesse. Nós temos o site da Prefeitura, o perfil no Facebook, o instagram, um canal no youtube e temos a web TV. Não existe outro meio eficiente de passar a informação pra quem tem direito, se não houver esses meios de comunicação, e o papel da secretaria é justamente esse" afirmou. 

Segundo Valdomiro, a secretaria de comunicação de Feira tem exercido com excelência seu papel na cidade, e pode ser considerada como uma Agência de Noticias local. 

"A Prefeitura de Feira tem um plantão para cobrir o que acontece aos finais de semana. Nós temos procurado na comunicação, explorar todos os meios possíveis para que a gente possa cumprir com o nosso objetivo, que é fazer chegar essas informações rapidamente e com qualidade á população de Feira de Santana". 

"A secretaria de comunicação de uma cidade como Feira de Santana é uma grande Agencia de Noticias que obviamente alimenta e contribui para a produção dos veículo. É uma fonte importantíssima".

De acordo com o secretário, Feira de Santana teria condições de ser uma capital de estado. 

"Feira de Santana é interior mas tem poste de capital e podia ser tranquilamente capital de estado. Segundo a secretária de saúde, 126 cidades do interior da Bahia são atendidas pela rede de saúde de Feira e isso traz um diferencial muito grande para a cidade". 

Dificuldades da Secom em 2017 

Foi um ano difícil para todos nós cidadãos brasileiros, por conta da questão politica que o País viveu e que impactou a todos de alguma forma. Graças a Deus em Feira de Santana as coisas andaram muito bem. O prefeito tem conseguido gerir Feira com muita transparência, com muito cuidado e zelo. A comunicação só sofre muito, quando tem um gestor que não vai bem, que vai mal das pernas, mas como José Ronaldo em 2017 manteve seu perfil de fazer um trabalho muito decente, eu diria que os problemas na comunicação foram poucas, porque houveram poucas crises e as que existiram, o prefeito conseguiu superar com facilidade e a gente viveu 2017 com tranqüilidade. 

Rádio na internet 

“Eu acho que o rádio transmitido na internet já é muito forte, mas ainda não fazemos ideia de como vai ser mais forte, daqui um tempo. Estamos ainda engatinhando nessa revolução tecnológica. O smartphone hoje pra mim é o carro chefe de tudo, porque antigamente usávamos mais o notebook, o Tablet e hoje a gente carrega tudo no celular. Então daqui por diante o rádio transmitido pela internet vai se tornar uma grande potência, porque em um futuro próximo ninguém mais vai levar um rádio de pilha em um estádio de futebol. Vai apenas usar um fone de ouvido, acessando outras coisas e ao mesmo tempo ouvindo o rádio pela internet. É uma revolução que a gente não é capaz de imaginar onde vai chegar”. 

Novo formato do site da Secom 

"Havia uma situação no site antes que me incomodava muito, porque as matérias eram postadas no site com apenas uma única foto representando o texto, e eu sentia falta das outras fotografias, de outros personagens que aparecia naquela matéria. Estamos fazendo o site buscando um detalhe do jornal, que é um veiculo tradicional, um veiculo antigo, e fomos buscar inspiração no jornal impresso, que dar possibilidade de colocar o máximo de fotos possíveis e destacando a imagem de quem fez parte daquela matéria.” 

Antes de encerrar a entrevista, o apresentador do programa, Amaury Junior fez algumas perguntas ao secretário em estilo de "bate e volta" em relação as  "Perspectivas para Feira em 2018" e citou alguns tópicos importantes da cidade". 

BRT 

"Eu acho que o BRT é um investimento necessário para as grandes cidades brasileiras e Feira de Santana deve se orgulhar, de que dentro de algum tempo terá o BRT. Obviamente que o BRT não será a solução de todos os problemas do transporte urbano de Feira, mas vai contribuir muito para reduzir uma parte desses problemas". 

Aeroporto 

"Aqui, todos nós de Feira, sonhamos com um aeroporto que funcione amplamente, que tenha vôs regulares para cidade de São Paulo, por exemplo, para Brasília e algumas cidades do Nordeste. Eu acho que Feira tem capacidade para isso. Uma cidade que tem 15 mil passageiros, pode ter um aeroporto funcionando melhor. Mas quem tem responsabilidade de fazer esse aeroporto funcionar, tem que lutar mais por isso". 

Centro de Abastecimento 

 "Ainda hoje é um equipamento que atende as necessidades de Feira de Santana, mas ele precisa de um choque de realidade. A Prefeitura fez investimentos lá, mas ainda existem carências, obviamente, para que ele seja um equipamento mais estruturado, mais receptivo para as pessoas, que tenha um estacionamento mais organizado, um comércio também mais organizado. Precisa de melhoras nestes aspectos, mas tudo isso depende também, muito, da sensibilidade de quem vive do espaço. Todos precisam colaborar. É um equipamento extraordinário para a economia de Feira de Santana e que deve ser reconhecido e valorizado pela população".

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!